RESENHA | Cidade de Sangue, de Márcio Jr. e Julio Shimamoto

cidade_de_sangue
Cidade de Sangue
Editora: Mmarte Produções
Ano: 2018
Sinopse: “Crime, violência, sangue e paixão em uma graphic novel desenhada a ferro quente pela legenda dos quadrinhos brasileiros, Julio Shimamoto”.

***

Tem horas que eu penso que esta cidade é feita de sangue”. Esta frase, dita logo no início pelo protagonista, Carlão, define todo o tom da história.

Escrita em estilo noir, a HQ de Márcio Jr. (autor dos livros COMICZZZTI: Rock, de 2015, e 50, de 2017) nos apresenta um mundo sombrio de sensacionalização da violência, insensibilização da morte e injustiça, em meio a uma trama de investigação policial permeada por um tórrido romance.

O enredo acompanha a vida de Carlão, repórter do caderno policial de um jornal goianiense, cujo trabalho é “chafurdar na violência, no crime, na morte”. Sua vida começa a virar de cabeça-para-baixo no momento em que a atraente nova fotógrafa, Paulinha, é contratada para ser sua dupla.

Mesmo convivendo com esse mundo sujo, Carlão é incapaz de se acostumar com esse ambiente e anseia por uma oportunidade de sair. Já Paulinha, devido a certo acontecimento passado em sua vida, nada lhe traz mais êxtase que a imagem de sangue e violência. O contato entre esses dois leva a uma paixão tão arrebatadora quanto desastrosa.

Embora dotada de uma trama intrigante e de grande impacto, o elemento de maior destaque certamente é sua arte. Ilustrada pela lenda dos quadrinhos brasileiros, Julio Shimamoto (com mais de cinco décadas de atuação nos mais diversos gêneros, constantemente experimentando novas técnicas), a HQ foi desenhada inteira com um conjunto de ferros de solda sobre papel térmico (processo chamado pirografia).

e.aluísio
E. Aluísio é aluno do curso de graduação Letras-Japonês da UFPR. Grande entusiasta de Literatura, cinema, quadrinhos e toda forma de arte.

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: