RESENHA | Por que as madrugadas são longas?, de Mila Cassins

“When your nightmares come to live”


Há dois séculos nos Estados Unidos, Edgar Allan Poe chocou parte da comunidade conservadora com seus contos de terror e se tornou um grande marco da literatura gótica; atualmente, também na América do Norte, Stephen King impressiona os leitores com suas narrativas de suspense e horror; grandes autores com belos (ou terríveis) feitos literários, mas que muitas vezes nos fazem esquecer que às vezes as obras-primas do gênero podem sair de muito mais perto (temporal e espacialmente).


O livro Por que as madrugadas são longas? da escritora Mila Cassins, é uma antologia de contos de terror em que cada componente tem uma evolução narrativa incrível que pega o leitor no âmago. Os contos variam entre um shot e uma garrafa de absinto, e trazem elementos do gótico clássico de uma forma renovada, colocando em um formato bem atual todos aqueles aspectos místicos e instintivos do ser humano quando tem medo.


São histórias que mesclam várias modalidades de terror (psicológico, gore, visual, mágico…) e todas elas parecem acontecer no momento em que a realidade tropeça no sobrenatural. O fato da inspiração da autora ter nascido dos pesadelos advindos de sua insônia crônica, atribui às narrativas uma tridimensionalidade que é a chave para ativar vários gatilhos do pânico intrínseco que vive no ser humano, gerando histórias envolventes e que ativam todos os sentimentos do leitor, carregando-o para a grande exaltação de sentir tudo o que é ruim.


Trançada com as tramas místicas e horripilantes vêm as ‘quotes tapa na cara’, com disfarçadas (e irônicas) críticas sociais que se mesclam sem quebrar o desenvolvimento da narrativa. Por fim, a chave de ouro que fecha os contos é a quase completa deserção dos finais felizes, o toque de obra-prima do terror que mantém o leitor boquiaberto mesmo após o fim da leitura, e que, sinceramente, insere essa obra nacional no mesmo patamar de Poe e King.

Leitura mais que recomendada, o segundo livro da Mila Cassins, uma escritora curitibana super versátil, que além desse trevosinho, também publicou um romance bem eclético (Quando ele se foi) e uma fantasia clássica, igualmente digna de best-seller (Todas as peças da Profecia).

Facebook Comments

Sobre o autor

vickytoscani
vickytoscani
Cursa Letras Japonês na Universidade Federal do Paraná, onde tem projetos voltados para a literatura japonesa. Experiência com ensino de línguas, além de fazer traduções e revisões em japonês, inglês e português. Colaboradora e resenhista da Revista TXT magazine. Amante há muitos anos da literatura.

vickytoscani

Cursa Letras Japonês na Universidade Federal do Paraná, onde tem projetos voltados para a literatura japonesa. Experiência com ensino de línguas, além de fazer traduções e revisões em japonês, inglês e português. Colaboradora e resenhista da Revista TXT magazine. Amante há muitos anos da literatura.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: